quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Eu distante.

Poeta desconhecido
Escritor apaixonado
Protestante enfurecido
Cidadão incorformado.

Humano para errar
Artista sem humor
Amigo para cuidar
Para o incerto eu tenho amor.

Escolhido para lutar
Decidido a vencer
Mostrando a este mundo injusto
Que nem tudo é poder.

Massacrado pela vida
Destruído pela razão
Uma nota esquecida
No vazio de uma canção.


E ainda dizem que a realidade é mera inspiradora dos novos poetas...

2 comentários:

Quem sou eu

Minha foto
Sou um poeta suicida indagando a realidade. Cortando meus pulsos para ver a vida escorrer pelas veias junto com meu sangue.